Notícias

03/08/2018 15:20

Transformação digital gera inovação e coloca Rondônia em posição de liderança na Amazônia

Impressionado com as potencialidades de Rondônia e atendendo a um convite do Governo do Estado, o ministro Carlos Oliveira, representante da União Europeia no Brasil, participou nesta sexta-feira (3), em Porto Velho, da reunião estratégica com líderes governamentais e empresários do Estado e países fronteiriços, sobre os desafios da transformação digital como ferramenta para o desenvolvimento sustentável.
Envolvido num grande projeto de inovação digital – o Estado realizou a Infoparty e Campus Party, que acaba no domingo (5) -, o objetivo dessa nova jornada, que teve lugar no Salão Nobre do Palácio Rio Madeira, é apresentar a perspectiva da União Europeia sobre os desafios colocados pela transformação digital e de que forma os País e região podem se beneficiar, no seu contexto, para melhorar sua competitividade e atratividade e oferecer aos cidadãos melhores condições e vida, tendo sempre presente a agenda de desenvolvimento sustentável.
Ao lado do secretário-chefe da Casa Civil, Eurípedes Miranda, que representou o governador Daniel Pereira, o ministro Carlos Oliveira, que no âmbito da Comunidade Europeia é o chefe do setor Sociedade de Informação e Mercado Digital, fez um desenho da situação de Rondônia na Amazônia, destacando seu papel de liderança na região, com importantes avanços na área tecnológica, com influência direta no seu setor produtivo e em seu desenvolvimento. 
Segundo ele, o desempenho e a capacidade produtiva de Rondônia são encorajadores, e os investimentos que têm sido feitos em tecnologia da informação (TI) para impulsionar a cadeia de produção e o consequente desenvolvimento, indicam que Rondônia já ingressou na era da Transformação Digital, capaz de consolidar sua posição de liderança na Amazônia como um expoente das atividades econômicas que, além do setor produtivo de bens, passam por modelos de projetos inovadores de mobilidade e logística de transportes, fundamentais aos entes que têm ambição e que desejam expandir suas fronteiras econômicas (exportações).
Ele chegou a citar os números do rebanho bovino de Rondônia (14,3 milhões de cabeças) e a produção agrícola, para justificar os investimentos em inovação, observando que eles suscitam resultados concretos para a economia do Estado, gerando direta e indiretamente uma série de benefícios, a começar pela geração de empregos e ampliação da pauta de exportações para o mundo, e principalmente para a Comunidade Europeia, o maior importador dos bens produzidos no Brasil.
O ministro Carlos Oliveira, que participou tanto da Infoparty quanto da Campus Party, revelou-se entusiasmado com o interesse de Rondônia na inovação de sua gestão governamental e da gestão dos negócios, destacando que a adoção de recursos tecnológicos inovadores resulta na construção ou na geração de benefícios mútuos com a União Europeia, de modo que abre a oportunidade para maiores investimentos estrangeiros e atração de novas empresas para o Estado, que amparado na tecnologia e em novos investimentos incrementa sua economia e as exportações.

Fonte: Decom - Gov/RO


Banenr
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo